Home Studio: Microfone Dinâmico x Condensador – Qual escolher?

Antes de tudo, o que é um microfone?

O microfone é basicamente um conversor de energia, ou seja, ele vai captar a energia acústica (som) e transformar em energia elétrica equivalente, depois ele amplifica e envia a um alto-falante ou fone de ouvido.

Existem dois tipos mais comuns de microfones: Os microfones dinâmicos e os microfones condensadores. Eles entregam um ótimo som, dependendo da fonte de gravação, mas qual escolher?

Microfones dinâmicos

Os microfones dinâmicos são resistentes e não precisam de baterias nem fontes de alimentação externas, exigem pouca ou nenhuma manutenção frequente e, com cuidados, vão manter o desempenho por muito tempo.

Normalmente possui uma excelente relação sinal-ruído, isso acontece porque o nível de saída é um pouco elevado para conexão direta na maioria das entradas deste tipo de microfone.

Para tentar resumir, os microfones dinâmicos funcionam através de uma bobina de indução móvel suspensa dentro de um campo magnético de um ímã. Esse tipo de microfone consegue lidar com mais facilidade com altos níveis de SPL (pressão sonora). Isso torna os microfones dinâmicos ideais para bateria e guitarra e normalmente é o favorito para os cantores no palco.

Existe também a opção do CloudFilter, que é um ativador de microfone de entrada única que oferece +25 dB de ganho limpo e transparente e melhora a proporção sinal-ruído para som com qualidade de estúdio, ele aumenta a dinâmica passiva de baixa saída e microfones de fita, corridas de cabos longas e pré-amplificadores barulhentos ou de baixo ganho.

Exemplo de microfones dinâmicos:

Tascam TM-82

Shure SM7B

Superlux TM58s

Você pode ver onde comprar esses e mais modelos de Microfones Dinâmicos no meu Guia de Recomendações.

Microfones condensadores de diafragma grande

Os microfones condensadores são um dos primeiros tipos que vem à mente das pessoas quando pensamos em gravações de estúdio.

Eles possuem uma estrutura robusta, elegante, e funcionam através da utilização de um capacitor (condensador). Os microfones condensadores de diafragma grande convertem as vibrações produzidas pelos instrumentos musicais e vozes em corrente elétrica.

Os Microfones condensadores têm uma resposta de frequência muito uniforme e a capacidade de responder com clareza a sons transientes, portanto o som fica natural, limpo, com excelente transparência e rico em detalhes.

Exemplo de Microfones condensadores de diafragma grande:

Neumann TLM 102 NI

Tascam TM-180

AudioTechnica AT2020

Você pode ver onde comprar esses e mais modelos de Microfones Condensadores no meu Guia de Recomendações.

Microfones condensadores de diafragma pequeno

Os Microfones condensadores de diafragma pequeno são as versões menores dos microfones condensadores de diafragma grande. Eles são muito bons para realizar captação de som estéreo realistas, além de gravar bem o som de instrumentos acústicos. Além disso eles tem boa resposta a transientes, agudos estendidos e captação de sons consistente.

Uma outra vantagem dos Microfones Condensadores é que eles pesam muito menos do que os microfones dinâmicos e como eu disse anteriormente, são muito menores, como por exemplo os microfones de linha ou “shotgun” e microfones de lapela.

Exemplo de Microfones condensadores de diafragma pequeno

Microfone Akg P170

Microfone Samson C02

Microfone Audio-technica At2021

O microfone condensador precisa de algum acessório para funcionar corretamente?

Sim, diferentemente do microfone dinâmico, o microfone condensador precisa de alguns acessórios para funcionar. Em geral, ele precisará de uma fonte de alimentação: pode ser o Phantom Power (Alimentação fantasma) da mesa de som ou da placa de áudio, um pré-amplificador e em casos mais raros, uma pilha.

Nesse tipo de microfone se utiliza uma conexão XPR, então é necessário uma interface de áudio (phantom power) de 48V para converter o sinal analógico (ondas sonoras) em elétrico através do ADC e amplificá-lo, antes de transmitir para o computador. O Phantom Power é uma alimentação de energia alternativa, que proporciona uma corrente contínua ao microfone condensador.

Outra coisa importante para ressaltar: fique atento aos cabos que conduzirão energia! Sempre escolha cabos de qualidade, para não haver interferências, essa dica também se aplica aos conectores do microfone. E escolha bem o pedestal que irá utilizar para segurar esse microfone, afinal eles são bem mais pesados do que os microfones dinâmicos.

Qual Microfone escolher: Dinâmico ou Condensador?

Os microfones condensadores, por serem mais sensíveis, captam mais ruídos, então são melhores para ser usados em home studio com tratamento acústico ou para gravações em locais bem silenciosos. No palco, normalmente são usados em situações de captação muito específicas, como por exemplo concertos acústicos.

No palco, os microfones dinâmicos são escolhidos em todas as situações onde o utilizador do microfone vai se movimentar muito: como um cantor em um show ou um palestrante.

No home studio, o microfone dinâmico pode ser escolhido para a captação de instrumentos acústicos: violão, bateria e também a voz, por exemplo.

Venha fazer parte do Masterclass 2.0: o maior curso de produção musical do Brasil! São mais de 75 horas de aulas gravadas, com um novo método: o Método MTV, aulas atualizadas onde você vai aprender desde os equipamentos necessários para começar o seu home studio até a gravação, mixagem e masterização!

Quer aprender mais sobre equipamentos para produção musical e começar a produzir suas músicas?

Clique aqui!

Até o próximo post,
Chrys Gringo.

Comentários (1)

Deixe seu comentário